sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Chad Smith diz que o Red Hot Chili Peppers irá começar a trabalhar em novo álbum


De acordo com o site da Billboard.com, o Red Hot Chili Peppers irá começar a trabalhar em novo álbum este ano. É o que revela o baterista Chad Smith em entrevista para a Billboard.

Trecho da entrevista:

"Estamos nos preparando para começar a compor novamente. Sempre temos ideias flutuando por aí, mas quando a gente se reúne no estúdio, é aí que as coisas começam a acontecer. Estamos apenas começando agora, nos reunindo. Abordaremos o processo de composição de uma forma um pouco diferente, mas para a maior parte dele, tudo irá começar quando nos reunirmos. Será legal entrar no clima de fazer umas “jams” e compor e ter tudo isso no mesmo lugar. Estamos todos muito ansiosos para isso." disse Chad Smith.

Chad Smith ainda falou sobre o show do Super Bowl e comentou sobre sua brincadeira ao anunciar que a banda iria tocar um cover do Led Zeppelin:

“Eu estava no tapete vermelho e alguém perguntou: ‘que música vocês irão tocar?’. Eu não posso contar isso, é para ser uma surpresa. Então eu disse: ‘oh, vamos fazer uma versão ao vivo de Dazed and Confused do Led Zeppelin’, e todos acreditaram. Eu vi umas 16 notícias diferentes dizendo que os Chili Peppers iriam tocar Led Zeppelin. Sério?? Qualquer pessoa que saiba um pouco sobre o Super Bowl/ou música deveria saber que o Led Zeppelin faz uma versão muito longa dessa música e o show do Super Bowl dura 12 minutos, e ainda somos os convidados especiais”.

Os Chili Peppers irão tocar uma de suas músicas com Bruno Mars e sua banda, durante 3 minutos no palco, e Smith diz que todos estão animados em fazer parte desse grande jogo.

“Yeah, é isso o que fazemos quando estamos de folga, tocamos no maior evento televisivo”, ele brinca.

Quanto à qualquer preocupação que os Chili Peppers façam, bem, o que os Chili Peppers ocasionalmente tendem a fazer em termos de roupas, ou a falta delas, Smith diz que a censura não precisa se preocupar.

“Tenho certeza que eles já estão familiarizados com algumas de nossas palhaçadas, então talvez eles adicionem alguns segundos ao delay”, ele diz. “Tá muito frio por aqui, vai ser difícil ficar sem roupa. Vamos tocar numa boa, e eles não deixam nada ao acaso. Tudo é muito ensaiado. O que você vai usar, o que você vai fazer, esses tipos de coisas. Talvez um mamilo pode aparecer, você nunca sabe. Isso é aceitável? Se eles verem o mamilo do Anthony, vocês acham que eles vão cortar rapidamente para a Diana Ross na platéia ou algo assim?

Para sua roupa, Smith diz que vai usar as cores do Detroit Lions, em homenagem ao time de sua cidade, que nunca jogou no Super Bowl.

Tradução: Amanda (Site RHCP Brasil)


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers - Joe (Vídeo Montagem)

O canal FruscianteWorld no YouTube frequentemente posta vídeos montagens de músicas do John Frusciante e Red Hot Chili Peppers com imagens incríveis, dignos de um videoclipe.

Vale a pena ver o vídeo da música Joe, música b-side dos singles Desecration Smile e Hump De Bump, do álbum Stadium Arcadium (2006).

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers - Man Needs A Maid (Neil Young) - MusiCares 2010


Hoje, 29 de janeiro de 2014, completa-se exatos 04 anos do primeiro show do Red Hot Chili Peppers com Josh Klinghoffer como guitarrista da banda.

No dia 29 de Janeiro de 2010, a banda Red Hot Chili Peppers retornou aos palcos, homenageando o músico Neil Young, no MusiCares 2010. Neil Young foi premiado como "personalidade do ano".

Os Red Hot Chili Peppers tocaram em sua primeira aparição pública com o novo guitarrista Josh Klinghoffer no MusiCares Person of the Year em honra a Neil Young.

O tributo MusiCares 'Person Of The Year' é um dos eventos mais prestigiados realizados durante a semana do GRAMMY e foi transmitido pela primeira vez ao vivo no GRAMMY.com.

Fotos:







Vídeo:

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Chad Smith fala sobre Bruno Mars e o show no Super Bowl

Recentemente, o baterista do Red Hot Chili Peppers, Chad Smith, esteve presente com o seu supergrupo Chad Smith's Bombastic Meatbats no evento Drum-Off, no Club Nokia em Los Angeles no último dia 18, ao lado de Kevin Chown, Ed Roth, Steve Lukather e Jeff Kollman.

Durante o evento, o baterista deu entrevista para o Artisan News Service e falou da surpresa em tocar com Bruno Mars no Super Bowl XLVIII no próximo dia 02 de fevereiro, e que estão animados para essa apresentação. Perguntado sobre qual música a banda irá tocar, o baterista disse que a banda irá tocar “Dazed and Confused” do Led Zeppelin, porém não sabe-se ao certo se irão mesmo tocar o cover.

Ainda não há certeza se a banda irá tocar o cover do Led Zeppelin. Vamos aguardar!

Vídeo:

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Super Bowl será transmitido em cinemas brasileiros


O amantes de publicidade podem se animar. Quem quiser ver o Super Bowl e consequentemente suas propagandas marcantes, não vai precisar correr atrás de algum streaming na internet. O motivo: a ESPN em parceria com a Cinelive, fará a transmissão ao vivo da final do evento esportivo mais assistido dos Estados Unidos nos cinemas.

A decisão da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) será disputada entre os times Denver Broncos e Seattle Seahawks no estádio de MetLife Stadium, em Nova Jersey.

É a primeira vez que os cinemas brasileiros transmitem a final do evento mais lucrativo do esporte mundial. Os espectadores acompanharão o evento completo, incluindo os shows do intervalo da banda Red Hot Chili Peppers e do cantor Bruno Mars e, é claro, os comerciais.

O Valor dos ingressos será R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia).

Confira aqui a lista de cinemas que farão a transmissão do evento.

Para ver a lista dos cinemas participantes e comprar seu ingresso, clique aqui.

Redação Adnews

domingo, 26 de janeiro de 2014

Fotos do Red Hot Chili Peppers e mais bandas estão em exposição na Flagship Store Chilli Beans


Fotos de Ozzy Osbourne, Alanis Morissette, Red Hot Chili Peppers e Kiss estão em exposição do fotógrafo MRossi na Flagship Store Chilli Beans.

Ozzy Osbourne, Alanis Morissette, Kiss, Red Hot Chili Peppers e muitos outros roqueiros foram registrados pelo fotógrafo brasileiro MRossi, que apresenta exposição com 2000 fotos na Flagship Store Chilli Beans. A mostra fica em cartaz entre 23 de janeiro e 7 de fevereiro e pode ser visitada de segunda a sábado, das 10h às 20h, e aos domingos, das 12h às 18h. A entrada é Catraca Livre.

A exposição registra os 25 anos de carreira do fotógrafo que já trabalhou para bandas como Kiss, Aerosmith, Rush, Black Crowes, Hellacopters, Bruce Dickinson, Ramones e Black Sabbath. Hoje, MRossi é fotógrafo oficial do Capital Inicial e da 89FM – A Rádio Rock.

Essa é a grande oportunidade de ver de perto o trabalho de alguém que já teve contato com seus grandes ídolos da música mundial!

Fotos de outros artistas/bandas: Catracalivre.com.br/sp

sábado, 25 de janeiro de 2014

Nova bateria que Chad Smith irá utilizar no Super Bowl será leiloado para o Make-A-Wish America


O Red Hot Chili Peppers e a NFL (National Football League) têm o prazer de anunciar que o jogo de bateria personalizado construído pela Pearl Drums ao qual Chad Smith irá tocar durante a Pepsi Super Bowl XLVIII Halftime Show será leiloado em NFL leilão para beneficiar a Make-A-Wish América, uma organização sem fins lucrativos fundada nos Estados Unidos, que organiza e ajuda crianças entre as idades de 2 anos e meio e 18 anos.

Além disso, três pares de baquetas autografadas feitas por Vater e utilizados por Chad estará disponível na NFL leilão.

Para mais detalhes, visite: http://nflauction.nfl.com/

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers - Can't Stop [Official Music Video]

Hoje, 24 de janeiro de 2014, o videoclipe de "Can't Stop" completa 11 anos de lançamento. O vídeo foi lançado em 24 de janeiro de 2003 e foi dirigido por Mark Romanek.


Tricky feat. Flea and John Frusciante - #1 Da Woman (Vídeo Montagem)

O canal FruscianteWorld no YouTube frequentemente posta vídeos montagens de músicas do John Frusciante e Red Hot Chili Peppers com imagens incríveis, dignos de um videoclipe.

Vale a pena ver o vídeo da música #1 Da Woman do cantor e ator inglês Adrian Nicholas M. Thaws, mais conhecido como Trick, música que contém participação do Flea e John Frusciante.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

John Frusciante deverá sair em turnê com o Black Knights

Depois de anos longe dos palcos (provavelmente desde 10/07/2010 com o Swahili Blonde), John Frusciante sairá em turnê novamente! Foi o que Rugged Monk, membro do Black Knights, respondeu a um fã em seu Twitter no dia 19/01. 

Ao ser perguntado se John faria turnê com o grupo, Rugged Monk respondeu: "Trickfingers (apelido de John entre o grupo) estará pulando de clube em clube. Fique ligado!" 

Vejam o print da afirmação do Rugged Monk:



Créditos: Universo Frusciante

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Flea participa do filme "Low Down" - 2014

O baixista do Red Hot Chili Peppers, Flea, esteve presente no tapete vermelho do Festival de Sundance para premiere do filme ao qual tem participação “Low Down”, que conta a história conturbada de Joe Albany, um aclamado pianista de jazz que lutava contra o vício em drogas, através da perspectiva de sua filha mais nova.

No filme dirigido por Jeff Preiss, Flea interpreta um músico amigo de Joe, que também luta contra as drogas. Glenn Close ,Ellen Fanning e Peter Dinklage completam o elenco.

Nesse final de semana, o filme foi apresentado no Festival de Sundance, e na coletiva de imprensa, Flea disse que os músicos de jazz dos anos 1970 tinham um talento incrível, mas infelizmente poucos se importavam. Além de atuar, Flea também é um dos produtores executivos do longa.

Ainda não tem previsão de estreia nos cinemas brasileiros.

Veja abaixo fotos e um vídeo com entrevistas no tapete vermelho do Festival de Sundance:





Vídeo:


Créditos: Site RHCP Brasil, Park City Television, IMDB, Getty Images, The Salt Lake Tribune, Sundance Filme Festival 2014, Cine Marcado e Zimbio.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers live @ Rock in Rio 3 - 21/01/2001


O ano de 2001 viu a realização do Rock in Rio III, nos dias 12 a 14 e 18 a 21 de janeiro. Nesta ocasião, os organizadores decidiram construir uma nova "Cidade do Rock", no mesmo local onde fora a primeira, com a inédita capacidade de 250 mil espectadores por dia e "tendas" alternativas onde realizaram-se concertos paralelos aos do palco principal. O evento recebeu a legenda de "Por Um Mundo Melhor", o que se marcou com o ato simbólico de observação de cinco minutos de silêncio antes do início das apresentações no primeiro dia do evento. Às 19 horas daquele dia 12 de Janeiro de 2001, três mil rádios e 522 TVs silenciaram pela melhoria do mundo. O início e o fim do ato foram marcados pelo toque de sinos e pela libertação de pombas brancas, representando um pedido pela paz mundial.

A "Cidade do Rock" construída para o Rock in Rio III, permanece montada, à espera da quarta edição do evento, o Rock in Rio IV, inicialmente previsto para o ano de 2004, mas adiado indefinidamente devido à realização da primeira edição internacional, em Lisboa.

Os Red Hot Chili Peppers se apresentaram no dia 21 de janeiro de 2001, dando inicio ao encerramento do festival realizado pela última vez no Rio de Janeiro.

Via: Universo Frusciante

Setlist:

1. Around The World
2. You're Gonna Get Yours/Give It Away
3. Hello! (It's Good To Be Back) 
4. Scar Tissue
5. Suck My Kiss
6. If You Have To Ask
7. Otherside
8. Beverlly Hills
9. Emit Remmus
10. Pea
11. I Could Have Lied
12. I Like Dirt
13. Californication
14. Right On Time
15. Under The Bridge
16.  Me and My Friends
17. Soul To Squeeze
18. Search & Destroy

Fotos:




 


Vídeo:

Chad Smith esteve presente na Drum-Off no Club Nokia em Los Angeles - 18/01/2014


Chad Smith esteve presente com o seu supergrupo Chad Smith's Bombastic Meatbats no evento Drum-Off, no Club Nokia em Los Angeles no último dia 18, ao lado de Kevin Chown, Ed Roth, Steve Lukather e Jeff Kollman.

O Guitar Center’s Drum-Off é uma competição anual para encontrar e premiar novos bateristas, que completa 25 anos de história em 2014.

Mais fotos:



Vídeo:

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

John Frusciante - The Empyrean (2009)


Hoje, 20 de janeiro de 2014, o álbum The Empyrean do John Frusciante completa 05 anos de lançamento!

The Empyrean é o décimo álbum solo de John Frusciante, foi lançado mundialmente dia 20 de Janeiro de 2009 pela Record Collection. O álbum é conceptual, e conta uma história "tanto a nível musical como a nível lírico", como disse o próprio autor. O álbum contém, também, uma cover, "Song To The Siren", do álbum Starsailor, de 1970, de Tim Buckley. A música "Before The Beginning" é inspirada na música "Maggot Brain", do álbum com o mesmo nome lançado em 1971, dos Funkadelic.A música é caracterizada por uma interpretação considerada "sentida" pelo guitarrista Eddie Hazel. The Empyrean contou com a participação de Flea, Josh Klinghoffer, e o guitarrista do The Smiths, Johhny Marr.


John Frusciante sobre o álbum:

"The Empyrean é uma história que não tem nenhuma ação no mundo físico. Ela ocorre nos espíritos de todas as pessoas ao longo de suas vidas. O único outro personagem é alguém que não vive no mundo físico, mas está lá dentro, no sentido de que ele existe nas mentes das pessoas. A mente é o único lugar que nada pode ser tão verdadeiro para existir. O mundo exterior é apenas conhecido para nós como ele aparece dentro de nós pelo testemunho dos nossos sentidos. A imaginação é o mais real do mundo que nós conhecemos, porque cada um sabe em primeira mão. Ver as nossas ideias tomando forma é como ser capaz de ver o sol nascendo. Não temos equivalência ao grau de pureza disto no nosso mundo exterior. No mundo exterior, parece que cada um de nós somos uma coisa e sempre também uma infinidade de outras coisas. Dentro para fora e de fora para dentro são intermináveis. Tentamos achar uma forma de respirar."

"The Empyrean é uma história exatamente a partir do meu ponto de vista, mas enganosa, pois não há sinais para levar alguém a perceber uma clara história no álbum. Não houve intenção de escrever o que seria visto como uma história, embora seja uma para mim. Fazendo isso em um lugar na mente de uma pessoa, sem leis de tempo e espaço, ou existem relações concretas nele. Trata-se de dizer que se você olhar para ele com o seu cérebro lógico que você só vai ficar olhando e não vai chegar a nada. As palavras foram escritas especificamente para documentar uma experiência de vida interior, do tipo que uma pessoa tem extrema dificuldade em traduzir para mais alguem. Parte da intenção foi de escrever palavras para se conectar com outras pessoas que foram, ou são, assoberbado pela confusão, o inescapável mundo interior que deviam viver. Igual atenção foi dada para escrever palavras que gentilmente direciona próprios os ouvintes ao cérebro intuitivo, e sua sub-consciência, que eu considero que compreende catálogos e tudo de forma muito mais rica e mais certa do que nossa mente consciente. Tal como um monte de letras, foi escrita para ser entendida de várias maneiras e como as pessoas escutam. Para uma pessoa a quem as palavras não tem clareza, consciencia significa mais do que lê-la como eu faço, e por isso eu recomendo audição ou leitura, enfim, O jeito que você quiser. Teria sido mais simples eu não dizer nada para ninguém, mas isso ocorreu comigo hoje, percebi gradualmente o que isso é para mim, estou encorajando as pessoas a verem do meu jeito e para mim, isso não é o que as letras de rock são. Creio que letras de rock devem ser abertas à interpretação e escrevi estas para que pudessem ser. Embora eu pudesse explicar a história que eu vejo, iria desvirtuar o muitos significados potenciais que virão para as pessoas aplicarem seus próprios sentidos de se sentirem vivendo suas vidas, como elas sempre fazem."


John Frusciante.

Tracklist
1. Before The Beginning
2. Song To The Siren
3. Unreachable
4. God
5. Dark/Light
6. Heaven
7. Enough Of Me
8. Central
9. One More Of Me
10. After The Ending
11. Today
12. Ah Yom 

Line-up música por música
Before the Beginning
Mixagem feita por John e Adam
John - Guitars, Tratamentos
Josh - Piano eletrico, Bateria
Song to the Siren
Mixagem por John, Chris Holmes, Adam e Josh
John - Vocal, Guitarra acustica, Tratamentos
Josh - Organ, Piano eletrico, Piano Acustico, Sintetizador, Tratamentos
Unreachable 
Mixagem por John, Adam e Josh
John - Vocals, Guitarras, tratamentos
Josh - Piano eletrico, Bateria
Flea - Baixo
God
Mixagem por John, Adam and Josh
John - Vocals, Guitarra, Tratamentos
Josh - Sintetizadores, Piano eletrico, Bateria
Flea - Baixo
Sonus Quartet - Strings
Geoff Gallegof - String Arrangement
Dark
Mixagem por John, Chris Holmes and Josh
John - Vocals, Piano, tratamentos
Josh - Orgão
Light
Mixagem por John e Adam
John - Lead Vocal, Guitarra, baixo, sintetizador, Drum Machine, tratamentos
Lawrence Young - Vocal
Donald Taylor and the New Dimension Singers - vozes
Heaven
Mixagem por John, Adam e Josh
John - Vocal, Guitarra, Sintetizador
Josh - Orgão, Piano Eletrico, bateria
Flea - Baixo
Sonus Quartet - Strings
Neel Hammond - String Arrangement
Enough of Me 
Mixagem por John, Adam and Josh
John - Vocals, Guitarra e Tratamentos
Josh - Backing Vocal, Orgão, Piano Eletrico e Bateria.
Johnny Marr - Guitarra
Flea - Baixo
Central
Mixagem por John, Adam e Josh
John - Vocals, Guitarra e Tratamentos
Josh - Synth, Piano acustico, Piano eletrico, Orgão, bateria
Johnny Marr - Guitarras
Sonus Quartet - Strings
Vanessa Freeibarn Smith - String Arrangements
One More Of Me
Mixagem por John e Adam
John - Vocal
Josh - Piano eletrico
Sonus Quartet - Strings
Geoff Gallegof - String Arrangement
After the Ending
Mixed por John and Adam
John - Vocal, Piano, Sintetizadores, Tratamentos, Drum Machine
Today
mixagem por John, Josh e Adam
John - Vocals, guitarra, Sintetizadores e Traamentos
Josh - bateria
Flea - Baixo
Ah Yom
mixagem por John, Josh e Adam
John - Vocals, guitarra, e Traamentos
Josh - Bateria, piano eletrico
Flea - Baixo

Créditos do álbum
John Frusciante - vocais, guitarra, violão, teclados, piano, baixo, sintetizadores, percussão
Josh Klinghoffer - piano elétrico, bateria, órgão, piano, sintetizadores, apoio vocal
Flea - baixo em "Unreachable", "God", "Heaven", "Enough of Me", "Today", e "Ah Yom"
Johnny Marr - guitarra em "Enough of Me" e violão em "Central"
Donald Taylor and the New Dimension Singers - apoio vocais
Sonus Quarteto - cordas
Ryan Hewitt - engenheiro de gravação
Adam Samuels - engenheiro de gravação
Dave Lee - instrumento de tecnologia
Anthony Zamora - Produção de coordenação


Download do Álbum:
Áudio - 98.90 MB 
Áudio - 49.50 MB

Agradecimentos: Universo Frusciante

sábado, 18 de janeiro de 2014

Curiosidades Red Hot Chili Peppers: Anthony Kiedis fez aulas de canto lírico para gravar o álbum "Californication"

Ao longo dos dias, será postado aqui no Blog RHCP Brasil curiosidades do Red Hot Chili Peppers ao longo de toda história da banda, contando também um pouco de curiosidades dos membros e ex-membros da banda.

ANTHONY KIEDIS FEZ AULAS DE CANTO LÍRICO PARA GRAVAR O ÁLBUM "CALIFORNICATION"




Na época "Californication", o vocalista do Red Hot Chili Peppers revelou um dos motivos pelo qual ele podia cantar "Californication" sem nenhum problema. É que ele fazia aulas de canto com um professor chamado Ron Anderson, que ensinava canto lírico e possuía voz de ópera. Segundo Anthony Kiedis, não era nada divertido sentar e cantar escalas, mas os resultados eram imediatos e tinha muito mais controle de sua voz. Anthony estudou com ele todos os dias enquanto gravava o álbum "Californication". Ainda segundo Anthony, seu maior erro foi não continuar a trabalhar com seu estilo, de modo que perdia muito a voz enquanto fazia a turnê com a banda. Anthony revelou que chegou ao seu limite enquanto estava em New York. Ron Anderson teve de vir para trabalhar com Anthony Kiedis o dia todo durante o show em New York, de modo que Anthony ficou bem o suficiente para fazer a apresentação.

Ron Anderson passou uma dieta severa de exercícios de aquecimento para a voz, ao qual Anthony Kiedis mantém religiosamente até hoje.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers - The Adventures Of Rain Dance Maggie (2011)


"The Adventures of Rain Dance Maggie" é o primeiro single do Red Hot Chili Peppers de seu décimo álbum de estúdio, I'm with You, lançado no dia 30 de agosto de 2011. A música foi o primeiro single em quatro anos desde "Hump de Bump" de 2007. O single foi lançado nas rádios em 15 de julho de 2011, três dias antes do esperado devido a um vazamento acidental. O single foi lançado para download digital no dia 18 de julho de 2011, enquanto o CD single foi lançado quatro dias depois. A canção alcançou o número um na parada da Billboard Rock Songs em sua segunda semana na parada. Em 10 de agosto de 2011, a canção tornou-se recorde da banda sendo o décimo segundo single do grupo a ficar em primeiro na parada da Billboard Alternative Songs

Composição
Numa entrevista a MTV, Anthony Kiedis disse: “Quando ouvi “Maggie” pela primeira vez, não sabia que seria single. Mas eu sabia que tinha amado a jam”, Kiedis explica. “Na minha primeira gravação dela, não tinha muitos vocais. Era basicamente instrumental, com uma hora de duração. Flea trouxe-nos como um exercício bem específico para escrever uma linha clássica de baixo. Ele acordou, tomou seu chá, sentou e disse: “Eu vou escrever uma linha clássica de baixo. Você não pode me parar”. Ele tocou sua linha de baixo, até que ele sentiu que estava pronta. Trouxe para nós e disse: “Isto é o Clássico Número Um”. Num dia bom, você simplesmente sabe se tem música para trabalhar, e esse foi um desses momentos”. Depois disso cada membro foi fazendo o restante da música, com Josh Klinghoffer fazendo as linhas de guitarra e Chad Smith com as batidas da música. Para Anthony, a música seria apenas uma b-side, mas acabou virando um single: "E aí, as pessoas ouviram e falaram: “Oh, essa é a melhor coisa. É a sua melhor coisa”.

Assim a canção se tornou o primeiro single do álbum e perguntado sobre quem é "Maggie", Kiedis respondeu: “É só uma coleção de memórias e pessoas ao longo do caminho, que tinham deixado minha consciência. Até eu ouvir a música. E então eles voltaram à minha consciência”. “Nomes foram trocados pra proteger os inocentes. Mas existe uma Maggie, eu lembrei depois. Tem duas Maggie’s, na verdade”.

Flea disse que 70 canções foram escritas e disse: “Nós escrevemos 70 músicas, então não é necessário que todas as melhores estivessem no álbum, mas só as que ocupassem o seu próprio espaço”. Sobre a canção, Flea disse: “The Adventures of Rain Dance Maggie, eu gosto dessa música. É uma simples e funky jam, mas é completamente diferente, não tem nada mais no álbum parecido com ela.

Videoclipe
A banda gravou duas versões para o clipe. A primeira foi dirigida pela rapper Kreayshawn, mas o clipe acabou sendo descartado. Em 30 de julho de 2011, a banda subiu ao telhado de um edifício em Venice Beach, CA para filmar uma segunda versão do vídeo da música, com o diretor Marc Klasfeld. O clipe foi lançado no dia 17 de agosto de 2011.

Sobre o clipe, Klasfeld disse: “Anthony e eu estávamos assistindo o clipe “Get Back” dos The Beatles, onde eles tocam em um telhado, e decidimos: “Não vai ser legal fazermos algo assim? Gravamos na Califórnia, em uma hora mágica e fazemos algo icônico para uma banda icônica”.

O vídeo foi gravado em cima de um telhado sem uso de proteção: “Ficamos um pouco preocupados, porque não tinha nenhuma rede de proteção naquele telhado. Descobrimos o local de última hora, porque tinha uma vista incrível. Mas nas bordas, se você cair..você morre. Então ficamos um pouco preocupados, mas eles são profissionais. Eles já fizeram isso um milhão de vezes e eles sabem os limites de tudo que fazem. A idéia era ser algo simples e icônico. E nos mantemos fiel à isso, e os resultados vocês podem ver no vídeo” 

 

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Primeira música do "Kimono Kult", novo projeto de John Frusciante, é divulgada

John Frusciante está em um novo projeto, o Kimono Kult - que lançará seu primeiro EP dia 04 de março pela Neurotic Yell Records, gravadora de Nicole Turley (que também faz parte do projeto) esposa de Frusciante.
O primeiro EP se chamará "Hiding In The Light" e já pode ser adquirido na pré-venda por $5 ou mais dólares. 

O EP conta com: 

Omar Rodriguez-Lopez – guitarra, sintetizadores, cordas
Teri Gender Bender – vocais, guitarra
John Frusciante – guitarra
Nicole Turley – bateria eletrônica, baixo, sintetizadores, trompetes, backing vocals
Dante White-Aliano – guitarra, sintetizadores
Laena Geronimo - baixo, violino, trompetes 

Gravado, mixado, produzido e masterizado por Nicole Turley 

Faixas do "Hiding In The Light": 

1. Todo Menos El Dolor
2. Las Esposas
3. La Vida Es Una Caja Hermosa
4. La Cancion De Alejandra 

Todo Menos El Dolor

Chad Smith irá usar nova bateria no Super Bowl no dia 02/02/2014

A página oficial da bateria Pearl no Facebook divulgou a nova bateria que Chad Smith irá usar no próximo dia 02 de fevereiro de 2014 com o Red Hot Chili Peppers em parceria com o cantor Bruno Mars no MetLife Stadium, em Nova Jersey.




terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Flea tocou o hino dos Estados Unidos da América na UCLA - 09/01/2014

O baixista do Red Hot Chili Peppers, Flea, tocou o hino dos Estados Unidos da América na UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles) em jogo de basquete.

Fotos:






Vídeo:

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Curiosidades Red Hot Chili Peppers: Famoso símbolo do Red Hot Chili Peppers

Ao longo dos dias, será postado aqui no Blog RHCP Brasil curiosidades do Red Hot Chili Peppers ao longo de toda história da banda, contando também um pouco de curiosidades dos membros e ex-membros da banda.

FAMOSO SÍMBOLO DO RED HOT CHILI PEPPERS


Sobre o famoso símbolo do Red Hot Chili Peppers (o asterisco de 8 pontas), Anthony Kiedis, o criador do logo, revela que ele o criou sem nenhuma pretensão de dar um significado à marca. Kiedis revela que a gravadora do Red Hot Chili Peppers disse a banda que eles precisavam de uma logomarca para dar uma cara ao grupo. Anthony, vendo isto, não perdeu tempo e pegou rapidamente um papel e uma caneta e desenhou a primeira coisa que veio a sua cabeça: o asterisco. Provavelmente ele não imaginava que a sua "ideia" de criar o asterisco fizesse com que este símbolo fosse um dos mais conhecidos no mundo todo.

Via: facebook.com/fasderedhot

domingo, 12 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers irá tocar junto com Bruno Mars no show do Super Bowl


Bruno Mars já está confirmado como atração especial no show do Super Bowl deste ano, dia 2 de fevereiro, no MetLife Stadium, em Nova Jersey. Agora, rumores dão conta que o cantor terá a companhia da banda Red Hot Chilli Peppers como principais atrações musicais do evento.

De acordo com o "Los Angeles Times", o anúncio será feito pelo próprio Mars durante o pré-jogo de Seattle Seahawks x New Orleans Saints, neste sábado. A partida começa às 19h35 (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo da ESPN, assim como todos os demais duelos dos playoffs e o esperado SuperBowl.

O Red Hot Chilli Peppers já havia sido escalado para um show antes da decisão, em Brooklin, mas pode ter que mudar sua agenda se o "salto" para uma apresentação no Super Bowl for confirmado. A expectativa da organização, segundo a publicação, é "turbinar" a audiência escalando a banda e o cantor juntas no palco.

Além de Seahawks x Saints, a rodada deste sábado conta com New England Patriots x Indianapolis Colts, às 23h15. As semifinais de Conferência da NFL seguem no domingo, com Carolina Panthers x San Francisco 49ers, às 16h05, e Denver Broncos x San Diego Chargers, às 19h40. Todos os duelos do mata-mata serão transmitidos pela ESPN e terão acompanhamento em tempo real no ESPN.com.br.

Fonte: latimes.com

sábado, 11 de janeiro de 2014

Red Hot Chili Peppers - Otherside [Official Music Video]

Hoje, 11 de janeiro de 2014, o videoclipe de "Otherside" completa 14 anos de lançamento. O vídeo foi lançado em 11 de janeiro de 2000 e foi dirigido por Jonathan Dayton e Valerie Faris.

John Frusciante irá lançar novo EP com Omar Rodriguez-Lopez: Kimono Kult

John Frusciante está em um novo projeto, o Kimono Kult - que lançará seu primeiro EP dia 04 de março pela Neurotic Yell Records, gravadora de Nicole Turley (que também faz parte do projeto) esposa de Frusciante.
O primeiro EP se chamará "Hiding In The Light" e já pode ser adquirido na pré-venda por $5 ou mais dólares. 

O EP conta com: 

Omar Rodriguez-Lopez – guitarra, sintetizadores, cordas
Teri Gender Bender – vocais, guitarra
John Frusciante – guitarra
Nicole Turley – bateria eletrônica, baixo, sintetizadores, trompetes, backing vocals
Dante White-Aliano – guitarra, sintetizadores
Laena Geronimo - baixo, violino, trompetes 

Gravado, mixado, produzido e masterizado por Nicole Turley 

Faixas do "Hiding In The Light": 

1. Todo Menos El Dolor
2. Las Esposas
3. La Vida Es Una Caja Hermosa
4. La Cancion De Alejandra 

Letras de Teri Gender Bender 

Texto sobre o álbum: 

"The hazy horizon of Los Angeles. Since it proves perpetually unpredictable, it is not odd when one finds their co-conspirators in disparate locales, often smoothing out the vague and jagged status quos that are only a figment of our own minds anyway. Enter KIMONO KULT, who’s initiates include current and ex- members of Mars Volta, Red Hot Chili Peppers, Bosnian Rainbows, Swahili Blonde, Le Butcherettes, Dante Vs. Zombies, and Raw Geronimo – all who are adamant that this is not some “all-star” vanity project. In fact, one cannot even SEE Kimono Kult – one can only HEAR Kimono Kult (in theory with the true definition of OCCULT as “something hidden”). 

A new project recorded, produced and shot-called by Neurotic Yell CEO and Swahili Blonde mastermind Nicole Turley, Kimono Kult synthesizes all the signature styles and influences from a cream of crop wrecking crew she has at her immediate grasp. Vocally fronted by the untamable Teri Gender Bender (Le Butcherettes, Bosnian Rainbows) their debut EP “Hiding In The Light” are four songs of electro/dub/afro-beat/ avant-freak/jazz-like conversations of instrumental ecstasy. 

Opening the record, you hear Omar Rodriguez-Lopez (Mars Volta, Bosnian Rainbows) backwards string-arrangement on “Todo Menos el Dolor” (“Everything, Anything But The Pain”), initially reminiscent of Scott Walker’s “It’s Raining Today” before the drum machines anchor it into more modern territory. Teri’s shrill vocals plead with hybrid emotion as they tip-toe through the minimalist abstraction, while hallucinatory synths help narrate the tapestry. “Las Esposas” (The Wives) begins with a mysterious spoken-word intro, referencing a taunting, dusty 16mm film that may hold such Jodorowskian phantasmagoria, beckoning the character like an estranged lover as Omar’s slithering guitar line interlaces science-fiction beeps/bloops over Nicole’s pounding electro-rhythm. “La Vida Es Una Caja Hermosa” (Life Is A Beautiful Box) sees some fractured, sour synths filling voids between a post-punk dub foundation, while guitar interplay between Dante White (Dante Vs. Zombies, Starlite Desperation) and John Frusciante help build a mountain of subtle sonic thunder before it all dissolves gingerly into unanticipated silence. The EP ends with it’s catchiest accessible track “La Cancion de Alexandra” (Song Of Alexandra), an anthemic procession of self-realization where devotion and sacrifice hold hands. Some playfully sophisticated strings from Laena Geronimo (Raw Geronimo) push and pull with dueling trumpet lines to the forefront of this defiant, re-imagined march, Teri Gender Bender taking the role of the writhing Pied Piper as the credits begin to roll of this brief but incredibly resonant recording." – Gabriel Hart 

Parte que cita John Frusciante: "Em "La Vida Es Una Caja Hermosa" [...] a interação entre a guitarra de Dante White (Dante vs. Zombies, Starlite Desperation) e a de John Frusciante ajuda construir uma montanha sutil com um trovão sônico antes que tudo se dissolve cuidadosamente em um silêncio imprevisto." 

"Na verdade, não se pode sequer VER o Kimono Kult - só se pode OUVIR o Kimono Kult (que na teoria e a verdadeira definição de ocultismo e como "algo escondido")." - Gabriel Hart 

Fonte: neuroticyellrecords.com/artists/kimono-kult/
Agradecimentos: John Frusciante effects

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

John Frusciante é mencionado no aniversário de 60 anos da Fender Stratocaster

Este ano, a Fender Stratocaster faz 60 anos. Como parte da celebração, eles compilaram um cronograma das peças importantes da música usando o braço da guitarra que figuram os guitarristas importantes da Stratro entre os anos 1954-2014. Naturalmente, John está incluído na linha do tempo, no ano de 1999.
Californication dos Red Hot Chili Peppers é lançado em junho. Ele marca o retorno do guitarrista manejador de Stratocaster John Frusciante e mantém o álbum de estúdio de maior sucesso da banda, com sucessos como a faixa-título, "Scar Tissue" e "Otherside".


Você pode usar a hashtag #STRAT60 para postar links relacionados sobre a Stratocaster, dar sua opinião e memórias no Twitter e ele será incluído na página da celebração, que você pode ver aqui:www.fender.com/en-GB/features/strat-60th/

Créditos: Universo Frusciante

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

John Frusciante e Eddie Vedder: a amizade e a fama

Matéria publicada pelo site Universo Frusciante em 23/12/2013.

No último dia 23 de dezembro de 2013, foi aniversário de 49 anos de Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, banda grunge que abriu os shows da turnê americana do Blood Sugar Sex Magik em 1991 e que atualmente é mega-famosa. Como a amizade com Eddie, de alguma forma, fez com que o desejo de sair do RHCP em 1992 aumentasse em John?


Eddie é grande amigo de Frusciante desde essa época, onde o Red Hot Chili Peppers tinha acabado de alcançar o status de uma banda de sucesso a nível mundial e o Pearl Jam começava a fazer um sucesso espetacular com o álbum Ten, onde havia grandes futuros hits da banda como "Alive", "Black", "Once", "Jeremy", "Even Flow", enfim, quase um disco inteiro de hits.

O que muita gente não sabe é que Eddie Vedder, antes de entrar para o Pearl Jam, participou de uma banda de rock alternativo de San Diego, California, chamada Bad Radio, que era extremamente influenciada por Red Hot Chili Peppers, tendo inclusive gravado uma fita demo chamada What the Funk. Jack Irons, baterista que tinha acabado de deixar o RHCP após a morte de Hillel Slovak em 1988, foi chamado por Jeff Ament e Stone Gossard, membros de um embriônico Pearl Jam que começava a se formar, para assumir a bateria da nova banda. Jack recusou o pedido (aceitaria outro pedido em 1994), mas como sabia que a banda também precisava de um vocalista, mostrou a fita do futuro Pearl Jam para um amigo: justamente Eddie Vedder, que gostou do som e se juntou à banda.

Com o sucesso do movimento grunge no início dos anos 90, o Pearl Jam ganha notoriedade e consegue abrir shows do RHCP em 1991 através de Jack Irons, como diz Anthony Kiedis emScar Tissue:

Jack Irons ligou do nada enquanto estávamos no escritório de Lindy ouvindo fitas de bandas para escolher quem iria entrar na nossa turnê. Jack pediu, como um favor, para ouvirmos uma fita de uma banda nova, cujo vocalista, Eddie Vedder, era seu amigo. Jack conheceu Eddie quando ele fazia parte de uma banda cover de RHCP, basicamente me imitando. Aparentemente, Eddie também tinha trabalhado como técnico para nós quando tínhamos tocado pela área de San Diego. A nova banda de Eddie era chamada de Pearl Jam. Ouvimos a fita e não era nossa pedida. Éramos musicalmente esnobes na época. Mas aqueles garotos soavam verdadeiros e genuínos e ficaríamos felizes em fazer um favor para Jack, então Pearl Jam foi agendada para ser a banda de abertura.

O Red Hot Chili Peppers estava em turnê nacional com o álbum Blood Sugar Sex Magik com Pearl Jam e Smashing Pumpkins como bandas de abertura. Daí se inicia uma amizade entre as bandas que dura até hoje. Eddie desenvolveu uma amizade fortíssima com membros do RHCP, chegando a sair pela noite com eles por diversas vezes durante as viagens juntos.


Frusciante, ao mesmo tempo que ganhou um grande amigo, ganhou também uma piora em sua insatisfação em fazer parte de uma banda famosa, pois agora não apenas tinha que aguentar o sucesso estrondoso de sua própria banda como também a de seu novo amigo. Anthony Kiedis também diz em Scar Tissue:

Começamos a turnê no Oscar Meyer Theater, em Madison, Wisconsin. Pearl Jam abriu e tocara seu primeiro single, “Alive”, e no final do show deles percebi que Vedder tinha uma voz incrível e que eles tinham um sucesso pop nas mãos. (...) Nós saíamos com Eddie, Jeff Ament e Stone Gossard do Pearl Jam bastante. Stone era legal, ele era o amigo distante e tímido. Eddie e eu nos tornamos bons amigos, nunca houve aquela idolatria grudenta tipo “Nossa, eu gosto de vocês há tanto tempo”. Estávamos no mesmo campo de jogo todo dia e não havia ego interferindo na nossa amizade.

Quando chegamos a Boston, a agitação, o culto e a atenção que o Pearl Jam estava tendo era fenomenal. Normalmente, um show numa pequena arena fica vazio quando a banda de abertura entra, mas nosso público já estava lotando para o Pearl Jam, e aquilo era muito maneiro. Nesse período de sua vida, Eddie estava tão feliz em estar tocando música, ele era humilde, adorável e dava um jeito de fazer amizade com todo mundo. Ele falou com minha mãe que ela tinha um grande filho e colou em Blackie.

Enquanto isso, nosso disco começou a ser notado. Pela primeira vez estava tocando bastante na rádio e tendo presença regular na MTV. Então tanto o Pearl Jam quanto nossa banda estavam voando para uma nova estratosfera ao mesmo tempo. Tudo aquilo estava deixando John miseravelmente mal. Ele começou a perder todos os aspectos maníacos, engraçados e positivos de sua personalidade. Até no palco tinha uma energia mais séria em volta dele. Eu ficava desconcertado ao ver o quão mal-humorado seu jeito de ser um artista estava sendo. O que eu não sabia até mais tarde era que John estava em dúvida sobre estar numa banda ou não.

Em seu diálogo interior, John achava que sair da banda logo depois de fazer um álbum de sucesso, o colocaria num lugar misterioso onde ele teria a oportunidade de fazer outros projetos e não fazer parte de uma máquina de fabricar celebridades. John sentiu que fazer turnê sugaria a incrível criatividade que ele estava experimentando. Com certeza não sabíamos nada daquilo, pois ele estava rapidamente se afastando da banda. Ele levou Toni para a turnê conosco e eles ficavam encasulados o tempo todo.

Conclui-se, portanto, que a estrela de Eddie Vedder como frontman e membro de uma banda de grande sucesso "aumentou" (indiretamente) o desejo de Frusciante de se desligar desse mundo de fama que o envolvia. O curioso desta história é que o Pearl Jam viria a se tornar conhecido mundialmente como uma banda totalmente "anti-fama", se recusando a fazer clipes, a atender demandas de gravadoras e até processar empresas que distribuíram ingressos para seus shows. 

John retornou ao Red Hot Chili Peppers em 1999 e novamente a amizade e as parcerias musicais com Eddie Vedder apareceram. Dois fatos ligados ao Ramones uniram Frusciante e Eddie Vedder publicamente. O primeiro, em 2003, foi um show beneficente à crianças com câncer em Santa Bárbara, California, em que John tocou com o Pearl Jam músicas que Eddie Vedder cantou no We're a Happy Family - A Tribute to Ramones, um show tributo ao Ramones em 2002 em que participaram vários artistas, entre eles o Red Hot Chili Peppers tocando "Havana Affair" e Eddie Vedder tocando com a banda Zeke duas músicas: "Daytime Dilemma" e "I Believe in Miracles". A participação de Frusciante no show do Pearl Jam pode ser vista neste vídeo:



Em 2004, Johnny Ramone infelizmente morre e em seu funeral John e Eddie são convidados a dar depoimentos sobre o grande ídolo de ambos:






Portanto, Eddie Vedder foi grande personagem na vida de John Frusciante, tanto por sua influência indireta para a saída de John do RHCP em 1992 quanto por sua amizade através dos anos que nos faz sermos os grandes beneficiados pela parceria destes dois grandes músicos que fizeram e fazem parte (queiram eles ou não) de duas das maiores e mais famosas bandas da história do Rock.

Parabéns, Eddie Vedder.